Apartamento Pompéia

Apartamento Pompéia

Residencial

Nesta obra desenvolvida pelo nosso escritório Bruno Moraes Arquitetura em parceria com o projeto estruturado pela LCAC Arquitetura, estruturamos e produzimos o apartamento do Fernando e da Roberta que precisou ser reformado para se adequar as novas necessidades do casal. A encomenda foi por espaços práticos, acabamentos resistentes e versáteis, além de um toque de modernidade que combinasse com o alto astral dos moradores.

Esse apartamento tem vários elementos que fogem do convencional. Um deles é a churrasqueira, que acabou saindo da varanda e migrando para o meio da área social. Ela está conectada à bancada ilha, perto do cooktop, e fica fechada por vidros laminados (10 mm), que não deixam que a fumaça se espalhe. No alto, o duto de exaustão serve de base para a estrutura metálica de onde saem as prateleiras de ferro e madeira (2,5m de extensão), que também ficam presas no forro de gesso.

Coração da cozinha, a bancada ilha é muito versátil, pois permite que os moradores cozinhem sem ficarem isolados das visitas e dos amigos. Ela tem 3,5 m de extensão, é feita com madeira teca (5 cm de espessura) e fica apoiada de duas maneiras: de um lado temos a caixa de marcenaria, do outro, temos um pé metálico, vazado, onde o tampo foi chumbado. Para acompanhar, o conjunto de banquetas também mistura estrutura metálica e madeira, imprimindo um visual mais moderno.

Além disso, outra ideia para este apartamento é a alternativa para o forro. Se vocês repararem na cozinha poderão notar que se trata de um forro flutuante, um pouco mais baixo do que o da sala de estar. Fizemos isso para criar este efeito de “forro flutuante”, abaixado em 13cm do forro da sala.

Outro elemento deste apartamento é o piso de madeira, que está na área social, mas avança também até a cozinha. Mas alguns cuidados são importantes. eleger espécies de tons entre médio à escuro é fundamental, pois as mais claras tendem a manchar mais facilmente. Se o ambiente tiver um uso muito intenso, uma dica é fazer a proteção do material com uma resina/seladora resistente, adequada a tratar pisos de áreas de alto tráfego. Outra alternativa, caso ainda haja receio, é entrar com a madeira na cozinha e criar um tapete de cerâmica apenas na área em frente à bancada da pia, onde os respingos são mais frequentes.

Além disso, bem na área de entrada do apartamento existe um espaço bem especial pensando justamente depois desse ambiente de pandemia, um local onde os moradores e visitantes podem sentar e retirar seus sapatos para entrarem mais seguros dentro do apartamento.

Já mesa de jantar reúne um tampo de madeira maciça e um pé fininho metálico. Note que ele não tem um base, pois acaba entrando para dentro do piso de madeira, como se fosse um pilar. Pensamos nessa solução para ter um móvel fixo bem leve, visualmente. A madeira é bem marcante neste projeto, pois está em piso, mobiliário, portas, painel e até no forro, ao fundo, do cantinho da música. E são espécies e tons diferentes, compondo uma mistura harmônica.

A sala de estar é um cômodo integrado aos demais, um desejo que o casal tinha, e isso serviu de ponto de partida não só para a articulação dos espaços como também a escolha do mobiliário. Eles fizeram questão de ter um sofá bem generoso e confortável. Além disso, note como há uma bela utilização da iluminação natural que se expando não só para sala, mas para a mesa de jantar, cozinha e para o “cantinho de música”.

Com a saída da churrasqueira da varanda, o espaço acabou recebendo uma pequena bancada de madeira (1,10m x 55cm), presa com pinos metálicos. O casal pode trabalhar por ali e curtir a vista do bairro da Pompeia. Se atente para um detalhe de obra que muita gente não sabe, mas que faz toda diferença. Na execução da obra, capitaneada pelo nosso escritório, cuidamos para ter quinas bem acabadas, como no encontro dos tijolinhos aparentes da sala. Tem que ser perfeita, inclusive rente ao piso de madeira, pois não temos rodapé. Reparem que todas as quinas que os tijolinhos fazem nas paredes, não tem cantoneira para esconder a laterais, pois desbastamos cuidadosamente 45º, chanfrando o encontro dos tijolinhos, para chegar neste acabamento perfeito.

Temos uma segunda parede com tijolos à vista, onde está a TV. Ela é bem importante, não só pelo fato de embutir a tela de 55 polegadas, como também o sistema do home theater. Conseguimos incluir um soundbar, inclusive a caixa de subwoofer.

Mais do que integrar sala, varanda e cozinha, também repensamos alguns espaços como o “cantinho da música”. E o lavabo, por exemplo, virou esse ambiente super charmoso, onde ficam vários instrumentos, hobby dos moradores. Além poder tocar música por ali, o espaço também é uma segunda opção de home office, oferecendo essa bancada em L, feita de marcenaria, e engastada no painel de madeira.

Cantinho de música, segundo home office do apartamento e entrada para o banheiro (escondida pela porta mimetizada). Este espaço é multiuso e esbanja acolhimento com o uso da madeira em paredes e no piso. Destaque também para a luminária de led, que parece uma escultura.

O escritório principal do apartamento e o mais usado pelo Fernanda e a Roberta. Ele também funciona como quarto de hóspedes, trazendo uma cama sob medida. Também foi feita sob encomenda a estante que organiza a coleções de livros dos moradores. Nele as prateleiras brincam com alturas e medidas diferentes, quebrando a simetria. Neste ambiente também há cadeiras ergonômicas, com ajuste de altura, e gaveteiros com rodízios.

Por fim, os banheiros e lavabos. Para estes ambientes temos vários diferenciais, começando pelos pisos dos boxes, que já vem pronto para instalar. É uma peça, geralmente feita de material acrílico, que vem pronta e é colocada sobre o contrapiso. A vantagem é que se a caída de água estiver ruim, essa peça não dá problema com a água empoçada. Nesses banheiros não tem piso box, é uma peça de porcelanato no piso. E outro diferencial destes banheiros é a cuba esculpida em granito levigado, aparentando a pedra em estado natural, toda rustica.

  • Fotógrafo: Guilherme Pucci
  • Metragem:87 m²
  • Local:Pompéia
  • Projeto:LCAC
  • Obra:Bruno Moraes Arquitetura